Institucional | 25.02.14

Fundação Cultural de Varginha adota o Planejamento Estratégico e Participativo como metodologia de trabalho

Em reunião técnica realizada em 24 de fevereiro com a participação de todo corpo técnico administrativo e operacional, o Diretor Superintendente Prof. Francisco Graça de Moura apresentou formalmente o conteúdo do processo de planejamento estratégico e participativo que a Fundação Cultural de Varginha adotará a partir de 2014, alicerçado em cinco princípios básicos: Organização, Orientação, Direcionamento, Plano de Ação e Avaliação.

Na apresentação da nova metodologia de trabalho da instituição o Diretor Superintendente destacou que a diretriz básica será alicerçada na constatação de que “o desenvolvimento da entidade guarda estreita relação com o desenvolvimento das pessoas que dela fazem parte. É através das pessoas que ocorre o aprendizado da organização. É pelas pessoas que a entidade cresce, muda, evolui e se transforma. Saber lidar com esses processos implica, não resta dúvida, saber lidar com pessoas.

Cada unidade da Fundação Cultural está analisando e avaliando as ações de 2013, verificando onde houve e há a necessidade de reciclar e aperfeiçoar o processo, otimizar os recursos e aperfeiçoar a implementação das ações, planos e projetos estruturantes da instituição. A partir dessa avaliação estão sendo enriquecidos e aperfeiçoados os projetos estruturantes que fazem parte do PLANO DE DESENVOLVIMENTO CULTURAL SUSTENTÁVEL DA CIDADE DE VARGINHA e, paralelamente, estão sendo dimensionadas as novas ações e os novos planos e projetos que serão incorporados à proposta de trabalho para 2014. O importante é que todas as pessoas que trabalham na Fundação nas mais diversas áreas estão participando ativamente da construção do plano estratégico e participativo que será executado no corrente exercício.

Isto evitará a dispersão de recursos e esforços, permitindo uma ação integrada, solidária, harmoniosa e interativa entre todas as áreas de atuação da instituição.

No início de março será divulgado O Plano de Ação Estratégica e Participativa da Fundação Cultural de Varginha, com objetivos claros, diretrizes cristalinas e metas factíveis, com uma maior abrangência de iniciativas e empreendimentos culturais. Com esta metodologia a Fundação Cultural ingressa no universo das mais modernas e avançadas instituições culturais de Minas Gerais, erradicando definitivamente de sua atuação institucional, a improvisação, o ativismo inconsequente, ações fracionadas e dicotomadas do conjunto das políticas públicas de cultura, evitando que os recursos destinados à cultura sejam pulverizados no apoio a empreendimentos que não se enquadram efetivamente no conceito da cultura como elemento fundamental de transformação social.

O Diretor Superintendente Prof. Francisco Graça de Moura acredita que a realização do 1º Curso Livre de Empreendedores e Gestores Culturais contribuirá de forma significativa para aperfeiçoar os quadros profissionais da Fundação e das entidades culturais da sociedade no sentido de conseguirem a efetivação de todas as metas e objetivos almejados.