Cidade Criativa, Institucional, Theatro Capitólio | 24.10.16

Fundação Cultural de Varginha apresenta documento Varginha Cidade Criativa e reinaugura os camarins do Theatro Municipal Capitólio

14705864_802709383204513_7050211821370192098_nNa última sexta-feira, dia 21/10, a Fundação Cultural de Varginha, por meio de seu diretor superintendente, Prof. Francisco Graça de Moura, apresentou oficialmente o documento “VARGINHA CIDADE CRIATIVA”, através de uma exposição didática e ilustrada do processo que resultou no arcabouço e no perfil de Varginha como cidade criativa. Em seguida foram inaugurados os majestosos camarins do Theatro Municipal Capitólio, revitalizados dentro das mais avançadas tecnologias do setor. O evento contou com a presença de diversas autoridades, como o Prefeito Antônio Silva, vereadores, secretários de governo, além de jornalistas, empresários, servidores municipais e membros da comunidade.

Com a implantação, no Brasil, da Secretaria Nacional de Economia Criativa, vinculada ao Ministério da Cultura, passou a ser meta do Plano Nacional de Cultura a inserção da economia da cultura, da economia criativa – em que a criatividade e o talento humano são força motriz e não capital – o reconhecimento crescente de que a criatividade e o talento humano – mais do que os fatores de produção tradicionais, como o trabalho e o capital – estão se tornando rapidamente um poderoso instrumento para fomentar ganhos de desenvolvimento. “A absorção destes conceitos e princípios e sua inserção no conteúdo da política pública municipal de cultura resultou no fato de que Varginha foi a primeira cidade mineira a implantar o SISTEMA MUNICIPAL DE ECONOMIA CRIATIVA, matriz, força motriz e suporte basilar da construção da CIDADE CRIATIVA DE VARGINHA, que está entre as dez cidades brasileiras com este privilégio”, segundo ressaltou o diretor superintendente da Fundação Cultural de Varginha, Prof. Francisco Graça de Moura. Toda essa iniciativa é fruto da Política Pública de Cultura inovadora e transformadora adotada pelo prefeito Antônio Silva.

Além disso, reiterando um compromisso firmado há alguns meses, a Fundação Cultural inaugurou os novos camarins e banheiros do Theatro Municipal Capitólio totalmente reformados, que foram extensivamente elogiados por todos os presentes. É importante ressaltar que os recursos para as obras e serviços de revitalização foram provenientes do ICMS cultural, recursos gerados pelos projetos culturais qualificados executados pela Fundação Cultural. Os recursos do ICMS Cultural só podem ser aplicados no velamento, preservação e conservação do patrimônio cultural, como é o caso presente. A ampla revitalização deste espaço foi um ato de responsabilidade legal, ética e de respeito ao nosso patrimônio cultural mais expressivo e emblemático e ainda um gesto de consideração para com os artistas e demais usuários dos bastidores do Theatro, que necessitam de um espaço digno para se abrigarem durante os espetáculos. Agora todos podem desfrutar dos novos camarins que estão, inclusive, preparados para receber artistas de nível internacional.

Este slideshow necessita de JavaScript.