6º Encontro Anual de Folia de Reis acontece neste domingo

Após percorrer centenas de lares varginhenses, levando fé, devoção e alegria, as Companhias de Reis de Varginha se reunirão no próximo domingo (12/01). O 6º Encontro Anual de Folia de Reis começa às 14h, na Igreja Matriz do Divino Espírito Santo, onde acontecerá a tradicional missa de ação de graças, que será celebrada pelo Pe. Rafael. Os foliões, bem como as famílias e os instrumentos deles, serão abençoados após os dias de peregrinação pela cidade.

Por volta das 15h, as companhias sairão da Igreja Matriz e farão um cortejo pela Avenida Rio Branco com destino à Concha Acústica Mariângela Calil. Cada grupo terá cerca de 20 minutos para se apresentar. O término está previsto para as 22h. A apresentação será feita pelo radialista Bruno Menezes da Rádio Melodia FM.

Os grupos recebem incentivo financeiro da Prefeitura de Varginha, por intermédio da Fundação Cultural, para a aquisição de vestimentas típicas, instrumentos musicais, adornos e também para transporte. Em junho de 2015, o Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural de Varginha (Codepac), órgão responsável pela proteção dos bens culturais e históricos da cidade, fez o registro dos grupos de Folias de Reis varginhenses. Desde então, elas são bem cultural imaterial da cidade.

Companhia Imaculada Mãe dos Anjos

“As companhias se reunirão para fazer uma grande festa de devoção aos Santos Reis, ao Menino Jesus e à Maria e José. Queremos que esta tradição nunca se perca em Varginha e, por isso, estamos incentivando que as companhias se mantenham e levem esta mensagem de fé às casas varginhenses entre o Natal e o Dia de Reis, culminando neste belo encontro que será realizado no próximo domingo”, relata Lindon Lopes, diretor-superintendente da Fundação Cultural.

A tradição das Companhias de Santos Reis passou a integrar o folclore de Varginha em meados de 1930. De acordo com o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG), a celebração é de origem ibérica, sendo uma das mais antigas e difundidas no estado de Minas Gerais e no Brasil, e, ao longo dos anos, foi se tornando um componente de considerável importância na construção do imaginário, identidade e memória individual e coletiva dos mineiros.

As Folias reúnem em torno de si diversas práticas culturais, saberes, formas de expressão, ritos e celebrações, representando uma parte importante do patrimônio cultural mineiro. Em nível estadual, o Conselho Estadual do Patrimônio Cultural (Conep) declarou a Folia de Reis como Patrimônio Cultural Imaterial de Minas Gerais em janeiro de 2017.

Companhia Santo Expedito

Deixe uma resposta