Companhias demonstram fé e devoção no 6º Encontro Anual de Folia de Reis de Varginha

Centenas de pessoas se reuniram neste domingo (12/01) para participar do 6º Encontro Anual de Folia de Reis, organizado pela Prefeitura de Varginha, por meio da Fundação Cultural. Nem a chuva que caiu no início da tarde desanimou as companhias e os devotos que acompanharam a Missa de Ação de Graças e as apresentações dos grupos. O encontro foi iniciado às 14h com uma missa celebrada pelo Pe. Rafael que lotou a Igreja Matriz do Espírito Santo. O pároco fez a benção dos instrumentos dos músicos e os integrantes das companhias puderam fazer uma reverência ao Menino Jesus durante a celebração.

“Com o apoio do município, trazemos tantas Companhias de Reis para manifestar esta tradição popular. Eles alimentam e divulgam isso e fazem tudo com carinho e cuidado em cada gesto para preparar os cantos, os versos, as roupas e as bandeiras. Tudo para manifestar a cultura de um povo”, destacou o Pe. Rafael.

Por volta das 15h30, os grupos subiram a Avenida Rio Branco até chegarem à Concha Acústica Mariângela Calil. Participaram a Cia dos Peões, Estrela Brilhante, Imaculada Mãe dos Anjos, Irmãos da Fé, Lenço Preto, Nossa Senhora da Guia, Rei dos Reis, Reis do Oriente, Santo Expedito, São Benedito, São João Batista, São Lázaro e São Marcos. Cada uma teve 10 minutos para fazer parte da apresentação que foi levada às casas e entidades varginhenses entre o Natal (25/12) e o Dia de Reis (06/01).

O vice-prefeito Vérdi Lúcio Melo acompanhou o evento e parabenizou a organização da equipe da Fundação Cultural. Vérdi relatou ainda a emoção do povo com esta tradição. “Você vê a emoção no rosto das pessoas, nos olhos das crianças e dos jovens, não somente neste dia da missa, mas sobretudo nas visitas. É realmente muito bacana, é um momento de fé sem limite, uma tradição e uma cultura muito forte”, destaca Vérdi Lúcio Melo.

Para o diretor-superintendente da Fundação Cultural, Lindon Lopes, o município ao longo de todos estes anos busca manter essa tradição de fé. “É um momento marcante para a área cultural da nossa cidade. Temos registro que a Folia de Reis passou a integrar o nosso folclore em meados de 1930. O município tem dado total incentivo para que os grupos se mantenham e levem estas mensagens de fé e devoção às nossas famílias. O resultado este último encontro foi surpreendente”, ressaltou Lindon Lopes.

De acordo com o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG), a celebração é de origem ibérica, sendo uma das mais antigas e difundidas no estado de Minas Gerais e no Brasil, e, ao longo dos anos, foi se tornando um componente de considerável importância na construção do imaginário, identidade e memória individual e coletiva dos mineiros.

“Gostaria de parabenizar a administração, através da Fundação Cultural, que tem feito de tudo manter as nossas tradições na cidade. Essa não é uma festa não é apenas religiosa, mas também da cultura nacional”, afirmou o vereador Leonardo Ciacci.

Os grupos recebem incentivo financeiro da Prefeitura de Varginha, por intermédio da Fundação Cultural, para a aquisição de vestimentas típicas, instrumentos musicais, adornos e também para transporte. Em junho de 2015, o Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural de Varginha (Codepac), órgão responsável pela proteção dos bens culturais e históricos da cidade, fez o registro dos grupos de Folias de Reis varginhenses. Desde então, elas são bem cultural imaterial da cidade.

O 6º Encontro Anual de Folia de Reis de Varginha contou com o apoio do Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal, Paróquia do Divino Espírito Santo, Polícia Militar e Secretaria de Turismo e Comércio.

Todas as fotos e vídeos das apresentações estão disponíveis em fb.com/fundacaoculturaldevarginha.

 

Deixe uma resposta