Escritor Hudson Lebourg lança livro no Museu Municipal de Varginha

Na próxima quarta-feira (08/09), das 18h às 19h30, o escritor Hudson Lebourg conversa com o público sobre o livro “Debates, Escritos e Reflexões sobre a Palavra de Deus”. O bate-papo será realizado no Museu Municipal de Varginha, com entrada franca. Haverá ainda uma live sobre o livro para os que não puderem comparecer ao local. A transmissão ao vivo será a partir das 20h pelo canal Varginha Cultural no Facebook e no YouTube.

Devido à pandemia da Covid-19, a equipe do Museu Municipal vai restringir a presença de até quatro pessoas por vez dentro da Sala Nico Vidal onde será realizado o evento. Os demais deverão aguardar nas outras salas do Museu para evitar aglomeração. Todos os presentes deverão usar máscaras, higienizar as mãos com álcool 70% e passar por aferição de temperatura ao entrar no local.

No livro “Debates, Escritos e Reflexões sobre a Palavra de Deus”, o escritor reúne 30 textos dos mais diversos temas, que foram publicados por ele na internet ao longo de 11 anos, desde a época das antigas comunidades do Orkut.

Um deles é “A Reforma Protestante foi plano de Deus?!” que traz um debate importante para reflexão se foi Deus que teve este plano ou foi algo vindo do homem. Está presente o escrito “A Queima da Bula Papal. Um Basta nas Indulgências!” que mostra rapidamente quando Lutero queimou a bula papal, desafiando o Papa Leão X. Há ainda o “Diga Não ao Cessacionismo!” onde mostra a importância de que não acabaram os dons do Espírito Santo nos dias de hoje.

Há também o escrito “Quando Eu Fiquei Sabendo…” onde o escritor demonstra a surpresa que teve quando descobriu que não existia “Papai Noel” e quando fica sabendo da salvação do “Papai do Noé”. O texto “Acepção de Pessoas e a Aparência” nos traz uma grande reflexão sobre os usos e costumes nas igrejas brasileiras. E também tem o escrito “Somente Deus é Infinito?” mostrando a grandeza de Deus sobre nós: seria somente Deus infinito?

O evento conta com o apoio da Prefeitura de Varginha, por meio da Fundação Cultural e do Museu Municipal, e da Apesul (Associação de Poetas e Escritores do Sul de Minas).

Deixe um comentário