III Seminário de Patrimônio Cultural de Varginha discute “Memória, cidade e patrimônio”

A Prefeitura de Varginha, por meio da Fundação Cultural, realizará no dia 09 de junho de 2021 (quarta-feira), o III Seminário de Patrimônio Cultural com o tema “Memória, cidade e patrimônio”. O webinário será transmitido entre 13h às 17h pelo Facebook e YouTube no canal Varginha Cultural.

De acordo com o diretor-superintendente da Fundação Cultural, Marquinho Benfica, “as palestras terão o intuito de promover o debate e a sensibilização de assuntos relevantes sobre a valorização, preservação e proteção do patrimônio histórico e cultural”. Haverá ainda a exibição de documentário sobre o patrimônio cultural local e o lançamento do livro “Varginha-MG na República Oligárquica: atas da Câmara Municipal 1916-1920”, como forma de valorizar, divulgar e promover a importância do patrimônio documental para a preservação da memória local.

As inscrições para emissão de certificados vão de 20/05 a 05/06/2021 por meio de formulário disponível abaixo:

Clique aqui para se inscrever

O evento é aberto ao público, mas voltado para os integrantes de conselhos de patrimônio e cultura, gestores municipais, educadores, acadêmicos de engenharia, arquitetura e áreas afins, além de profissionais destas áreas de conhecimento.

Confira a programação

13h – Abertura

Mediador: Luís Phillipe Sarto – arquiteto e conselheiro do CAU-MG

13h15 – Palestra: “Memórias, lugares e identificação com o patrimônio”
Palestrante: Luciana Menezes de Carvalho – museóloga Unifal-MG

14h – Documentário: Theatro Capitólio

14h15 – Palestra: “Patrimônio cultural na contemporaneidade”
Palestrante: Beatriz de Brito Guimarães – arquiteta

15h – Lançamento do Livro Varginha-MG na República Oligárquica: atas da Câmara Municipal 1916-1920.
Palestrante: José Roberto Sales – historiador
Mediadora: Keila da Costa e Silva – jornalista

15h30 – Palestra: Desafios e perspectivas da gestão do patrimônio cultural nos municípios mineiros
Palestrante: Platinny Paiva – advogado e diretor executivo da AME Cultura

16h15 – Palestra: “O patrimônio cultural como instrumento de planejamento urbano da cidade”
Palestrante: Luciana Bracarense – arquiteta e conselheira do CAU-MG

17h – Encerramento

Currículo dos participantes

Luís Phillipe Sarto: Arquiteto Urbanista pelo Centro Universitário do Sul de Minas / MG, com extensão na área de História da Arte em Florença – Itália, e Esp. em Arquitetura e Patrimônio; Possui formação na área de Gestão de Empresas pela Fundação Hermínio Ometto – SP. Atuante nas áreas de Projeto Arquitetônico e do Patrimônio Histórico Artístico e Cultural por meio da Agência Mineira de Entretenimento – AME Cultura; Conselheiro Suplente do CAU-MG – Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Minas Gerais.

Luciana Menezes de Carvalho – museóloga, Mestre e Doutora em Museologia e Patrimônio – Unirio/Mast, presidente do Subcomitê Internacional de Museologia para América Latina e Caribe – ICOFOM LAC e Diretora do Museu da Memória e Patrimônio da Universidade Federal de Alfenas-MG.

Beatriz de Brito Guimarães – graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Alfenas, Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho – UNIS, Especialização em Conservação e Restauração de bens móveis e papel pela Universidade de São Paulo – USP, Especialização em Conservação e Restauração de bens tombados pelo Patrimônio pela Universidade de São Paulo – USP, Especialização em Arquitetura, Iluminação de Museus e Exposições pela Universidade de São Paulo – USP, Possui Acervos Técnicos em Restauração de Imóveis Tombados – CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo).
Platinny Paiva – advogado, especialista em Gestão Cultural e Propriedade Intelectual e fundador e diretor executivo da AME Cultura – Machado / MG.

Luciana Bracarense – doutora em Engenharia Civil, na área de Construções Metálicas com linha de pesquisa em Arquitetura e Ambiente Construído, pela Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP. Mestrado em Ciências da Arquitetura, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Uberaba. Foi Professora do Curso Superior de Tecnologia em Conservação e Restauração de Imóveis do IFMG – Campus Ouro Preto e dos Cursos de Arquitetura e Urbanismo e de Turismo da Universidade de Uberaba. Até abril de 2008 foi Chefe do Setor de Museus e Patrimônio Histórico da Fundação Cultural de Uberaba. Coordenou o Curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário do Sul de Minas – UNIS, no período de agosto de 2013 a fevereiro de 2018; é professora de História da Arte, Estética, Técnicas Retrospectivas e Projeto no mesmo curso. Desenvolve projetos de arquitetura e restauração, como profissional autônoma. Conselheira titular do CAU-MG – Gestão 2021-2023. Coordenadora da Comissão de Ensino e Formação e coordenadora adjunta da Comissão Especial de Patrimônio Cultural de Minas Gerais.

José Roberto Sales – especialista em História e Construção Social do Brasil (UNINCOR, 2006), Capacitado em Gestão e Desenvolvimento Cultural (Telemig, 2004), Capacitado em Gestão de Documentos (Fundação João Pinheiro, 2001), Especialista em Saúde Pública (Escola de Saúde Pública de Minas Gerais, 1996), psicólogo clínico (PUC/MG, 1980), pedagogo (FAFI/Varginha, 1984) e presidente da Academia Varginhense de Letras, Artes e Ciências em vários mandatos. A importância do conjunto de sua obra foi reconhecida pela Library of Congress (USA) e National Library of Medicine (USA).

Keila da Costa e Silva – graduada em Comunicação Social – Jornalismo pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH), com mestrado em Linguística pela Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Servidora da Fundação Cultural de Varginha onde atua como repórter e apresentadora na Rádio Melodia FM.

Deixe uma resposta