Fundação Cultural exibe filme Jeca Tatu na Estação da Cidadania

Lançado há 60 anos e com grande sucesso até os dias atuais, o filme “Jeca Tatu” será exibido para dezenas de pessoas da Melhor Idade nesta quarta-feira (21/08), às 14h, no teatro da Estação da Cidadania (antiga PEC), no bairro Jardim Estrela. A comédia estrelada por Mazzaropi é baseada no personagem Jeca Tatu, de Monteiro Lobato.

A exibição será feita pela Prefeitura de Varginha, por meio da Fundação Cultural, e contará com os idosos atendidos pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e pelo Centro de Convivência do Idoso (CCI).

De acordo com o diretor-superintendente da Fundação Cultural, Lindon Lopes, “estamos promovendo ações na Estação da Cidadania para os mais diversos públicos. Na semana passada, dezenas de crianças se divertiram com uma peça infantil e agora é a vez da Melhor Idade. Estamos descentralizando a arte e a cultura e oferecendo atividades para todos”.

Maior cômico do cinema brasileiro

Amácio Mazzaropi, o ator e diretor imortalizou seu nome em mais de 30 filmes que ainda hoje fazem sucesso. Ele nasceu em São Paulo, em 9 de abril de 1912, mas foram suas temporadas na casa do avô materno, em Tremembé (interior do estado), que deram a ele o gosto pela vida no campo. Mais tarde, essa vivência seria a inspiração para a série de filmes cômicos do caipira que carrega seu sobrenome.

O ator iniciou sua carreira como ator, aos 20 anos de idade, na montagem chamada A herança do Padre. Em 1935, ele viajou com sua companhia de teatro, a Troupe Mazzoropi, em uma turnê que durou os 10 anos seguintes.

O artista estrelou o programa Rancho Alegre, que na década de 1940 ia ao ar todos os domingos na extinta Rádio Tupi. A encenação ganhou as telas da também extinta TV Tupi, em 1950.

Em 1952, Mazzaropi iniciaria sua carreira no cinema, arte que o tornaria reconhecido e lembrando. Seu primeiro filme, Sai da Frente, foi rodado naquele ano, e três anos mais tarde ele vendeu sua casa para criar a produtora Produções Amácio Mazzaropi (PAM Filmes). A partir de então, passa a produzir, dirigir e atuar em seus próprios filmes, que foram distribuídos para todo o Brasil.

Com informações da Empresa Brasil de Comunicação