Fundação Cultural destina incentivo financeiro às Companhias de Reis de Varginha

Com o objetivo de manter a tradição centenária de cultura, fé e devoção da Folia de Reis, a Prefeitura de Varginha, por meio da Fundação Cultural, destinou um incentivo financeiro a 17 Companhias de Reis do município. Os representantes dos grupos aptos foram recepcionados no Museu Municipal nos dias 02, 03 e 04 de fevereiro para assinar a documentação necessária para o recebimento dos valores.

A contribuição financeira concedida pela Fundação Cultural foi feita por intermédio da Associação Mineira das Folias de Santos Reis, com autorização da Lei nº 6.924, de 17 de dezembro de 2021. O recurso de R$ 3 mil a cada companhia foi utilizado para pagamento das despesas, devidamente comprovadas, para aquisição de vestimentas típicas, instrumentos musicais, adornos, transporte na locomoção dos membros e figurantes, além de outros itens específicos e necessários às apresentações.

As Companhias de Reis deveriam cumprir cinco dias de apresentações, conforme itinerário apresentado previamente à Fundação Cultural. As apresentações foram monitoradas por uma comissão instituída pela Portaria nº 409/2021, de 23 de dezembro de 2021, composta por Sebastião Bento da Silva, Maria Cristina Irineu da Silva, Maxwell Delfino do Prado e Expedito de Fátima Flausino. Participaram ainda Lindon Lopes da Silva e Sérgio Hitoshi Yano, que foram representantes da Fundação Cultural, além de Afrânio Vaze, presidente da Associação Mineira das Folias de Santos Reis.

Além de percorrer as ruas e casas de diversos bairros de Varginha entre os dias 25 de dezembro e 06 de janeiro, as companhias participaram ainda de uma Missa em Ação de Graças realizada na Matriz do Divino Espírito Santo na tarde do domingo, dia 09 de janeiro de 2022.

Das 23 companhias cadastradas no Sistema Municipal de Cultura de Varginha, seis optaram por não sair às ruas devido à pandemia da Covid-19. A Vigilância Sanitária determinou uma série de ações que deveriam ser cumpridas pelos foliões para garantir a segurança dos integrantes e dos cidadãos que assistiriam as apresentações.

O diretor-superintendente da Fundação Cultural, Marquinho Benfica, destaca que manter essa tradição é muito importante para a cultura de Varginha. “Todos os anos, essa bela manifestação cultural reúne centenas de pessoas com muita fé ao menino Jesus e aos Santos Reis. Foi uma alegria ver os foliões percorrendo as ruas novamente depois de dois anos tão difíceis. Esperamos que no fim de 2022 possamos novamente ter as atividades como eram antes da pandemia, que diminuiu as apresentações, mas não a devoção do nosso povo”, relata o superintendente.

Lindon Lopes, diretor do Museu Municipal e responsável pela organização das Companhias, destaca que “a Folia de Reis é um bem cultural imaterial de Varginha desde junho de 2015, quando o Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural de Varginha (Codepac), órgão responsável pela proteção dos bens culturais e históricos da cidade, fez o registro das Companhias de Reis varginhenses”.

As Companhias de Reis que receberam o incentivo financeiro foram:

  1. Cardoso e Amigos
  2. Estrela Brilhante
  3. Família Ferreira e Amigos
  4. Imaculada Mãe dos Anjos
  5. Irmãos da Fé
  6. Lenço Preto
  7. Nossa Senhora da Guia
  8. Nossa Senhora do Rosário
  9. Reis do Oriente
  10. Santa Cruz
  11. Santo Expedito
  12. São Benedito
  13. São João Batista
  14. São Jorge
  15. São José
  16. São Lázaro
  17. São Marcos

Deixe um comentário